Macomia

Primeiro ano da Missão Cavanis em Mozambique.

Estamos completando um ano de presença Cavanis em Moçambique na Diocese de Pemba, cidade de  Macomia. Avançamos gradualmente e ao ritmo da vida de Macomia, na vida comunitária, de oração, de trabalho e serviço

Ainda bem que existe uma grande e real colaboração com trabalho que se faz nas comunidades.

Inicialmente, esse primeiro de animação missionaria na Paroquia São João Bosco, não foi, na verdade, um ano nada fácil. Enfrentamos grandes dificuldades de comunicação entre nós e o povo de Deus por causa da língua local: problema de interpretação e tradução que, às vezes mesmo o intérprete não consegue passar o que você disse.

 Consequentemente, as pessoas não conseguem captar e entender a mensagem; Nas conversas, a maioria não responde porque, mesmo entendendo alguma coisa do que dizemos, não conseguem responder em português. E’ necessário comunicar-se em maconde.

Nas visitas, quase em todas as comunidades, as pessoas pedem sacramentos e especialmente o sacramento do batismo ainda que não tenham recebido a formação adequada por falta de catequese.

Além da falta de catequista a outra dificuldade é a falta de líderes comunitários. Os poucos existentes não falam português...!

Isso é um pouco do que  experimentamos no início  de nossa missão Cavanis em Macomia. Nem sabíamos por onde começar já que tudo era útil e importante.

Também foi difícil, quando chegamos, nos instalar na Casa paroquial devido à falta d’água, cisterna danificada, casa suja e  um único e precário banheiro ... !

Mas mesmo assim não podíamos voltar atrás e assumimos aos poucos e passo a passo a vida comunitária em Macomia.

Hoje podemos dizer que apesar das dificuldades esse primeiro ano foi frutífero: visitamos todas as comunidades onde encontramos a mesma realidade: gente sem instrução e formação, sem estudo e sem saber falar o português. Problemas de matrimônios prematuros, ausência de catequese e preparação aos sacramentos e outros mais, próprios da missão.

Essencialmente, os problemas das uniões prematuras acontecem porque os jovens ano possuem alternativas: sem formação ou preparação as moças acabam engravidando mais cedo.

Com a finalidade de ajudar a juventude, investimos em algumas atividades pastorais como a catequese preparatória ao batismo, primeira comunhão e crisma. Também criamos grupos de oração para ajudar e acompanhar o povo de Deus.

Um grupo de discernimento vocacional misto foi criado na Paróquia e se reúne toda quarta feira às 18horas. Uma adoração ao Santíssimo é celebrada para ajudar a cada um a aprofundar e fortalecer a sua própria vocação.

Outra coisa boa que conseguimos foi resgatar um grupo de mães que já existia ha muito tempo e que evoluiu para um grupo de oração e atividades ligadas à Paroquia.

Para outros projetos que precisamos colocar em pratica necessitamos de apoio humano e financeiro; a falta de agua que é sempre constante principalmente nos fins de ano por falta de chuva.

Ao longo desse ano também conseguimos realizar alguns trabalhos de restruturação que a casa necessitava e reparamos a cisterna para que receba e mantenha agua da chuva que para nos é imprescindível.

 P. Benjamim Insone